Política

Pelo fim do MinC, e pelo fim da ignorância!

image

O fim do Ministério da Cultura e sua integração ao Ministério da Educação, como uma pasta, gerou inúmeras reações na internet. Há cerca de uma semana a polêmica permanece. A divisão entre os pró e os contra a medida é bem marcante, e o debate, agressivo. Talvez nunca em nosso país tenha ficado tão claro que há uma guerra cultural em curso. De um lado, temos artistas, produtores culturais e escritores com tendências a esquerda, partidários da presidente afastada; de outro… bem, do outro lado temos jornalistas, alguns intelectuais, quase nenhum artista, e muitos palpiteiros do meio virtual, inclusive pastores evangélicos, a favor do governo interino e do fim desse Ministério. Há uma série de equívocos no discurso dos dois lados, um bom montante de interesse no primeiro grupo e muita ignorância no segundo. Quero primeiro deixar claro que sou a favor do fim do MinC, mas não quero ser associado ao discurso dos ignorantes, assim com não apoio o discurso dos interesseiros.

(mais…)

Anúncios

FIQ 2015 – Evento de quadrinhos ou doutrinação política?

9FIQCartaz

Quando era líder estudantil, achava muito chato aquelas intermináveis reuniões pra discutir política. As vezes era sábado a noite e estávamos lá, com “questões de ordem”, junto dos “companheiros”. Sim, eu desperdicei parte da minha adolescência ouvindo a lenga lenga da esquerda.

Mas havia uma compensação, os eventos de quadrinhos. Eles eram o exato oposto das monótonas reuniões políticas. Você entrava em outro mundo, de fantasia, de ficção científica, sword and sorcery, humor. O importante era se divertir, conhecer pessoas, ver coisas novas e interessantes. Eu podia sair de uma chata reunião política pra um evento desses e deixava as discussões sérias pra trás.

Mas as coisas aparentemente mudaram. Eu fiquei estupefacto quando vi a programação do evento Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), a ser realizado esta semana em Belo Horizonte, Minas Gerais. Quase todas as discussões são relacionadas a política, o evento parece ser direcionado a um único objetivo,  (des) educar os participantes para as ideologias políticas que contaminaram os quadrinhos.

(mais…)

Todo mundo odeia Charlie!

Charlie

PRIMEIRA CHARGE: “Uma prova de que a Europa é cristã” – “Os cristãos caminham sobre a água” – “As crianças muçulmanas afundam”. SEGUNDA CHARGE: “Bem vindos imigrantes. Promoção: dois menus crianças pelo preço de um” – “Quase cheguei lá…”

“Então aprendei a rir indo além de vós mesmos!”

“Declarei santo o riso; ó homens superiores, aprendei a — rir!”

Friedrich Nietzsche – Assim falou Zaratustra

Confesso que se eu fizesse charges e, um dia, selvagens islâmicos invadissem a sede do meu jornal e matassem 12 dos meus colegas, eu pensaria duas vezes antes de continuar no ramo. Por isso eu admiro esses caras do Charlie Hebdo. Eles continuam, e com a mesma verve ácida, agora satirizando o menino refugiado morto na praia. Coragem é virtude de grandes homens, no mundo de hoje é uma virtude rara. Jamais se render! Defender a liberdade mesmo com o risco de perder a vida, isso é coisa pra quem não tem medo.

(mais…)